sábado, 16 de julho de 2011

As Deusas de Hollywood: Rita Hayworth (Parte 4)

O ano era 1938, Rita Hayworth tinha 20 anos e já tinha feito 26 filmes. Nada mau, para quem ainda nem era conhecida do grande público. Mas, era para isso que seu marido, Edward Judson, trabalhava incansavelmente.

Em 1939, Rita faria mais três filmes:


Homicide Bureau, com Robert Paige e Bruce Cabot


The Lone Wolf Spy Hunt, com Ida Lupino


Paraiso Infernal, com Cary Grant e Jean Arthur


Após fazer Paraíso Infernal, Rita finalmente passou a ser reconhecida como uma estrela. Agora, o céu era o limite para aquela jovem e tímida atriz. Sim, Rita Hayworth era tímida. Quem a conhecia, dizia que ela se transformava quando em cena ou mesmo dançando. Mas ela mesma não tinha noção do poder que exercia, e do magnetismo que mostrava ter. Na foto acima, de 1939, ela parece realmente não perceber isso.

Em 1940, a atriz fez mais 5 filmes, totalizando 34 filmes, até então:


Music In My Heart, com Tony Martin e Edith Fellows


Blondie On A Budget, com Penny Singleton


Susan and God, com Joan Crawford, John Carroll e Nigel Bruce, Direção de George Cukor


Lady In Question, com Glenn Ford, Direção de Charles Vidor


Angels Over Broadway, com Douglas Fairbanks Jr.

Os filmes com Cary Grant, Joan Crawford, Glenn Ford e Douglas Fairbanks Jr., bem como a direção de George Cukor e Charles Vidor, deram novos rumos para Rita. Agora, ela já não era tanto Margarita Cansino e sim, Rita Hayworth. E a década de 40 nem começara...Agora, Rita estava preparada para novos desafios, que logo viriam


Vamos ver algumas cenas de Rita Hayworth, nesse período:

video

Acima, cena de Music In My Heart (1940), onde Rita dança, enquanto Tony Martin canta Marcinelo, música de 1939;

video

Cena de Susan and God (1940), em que as personagens de Joan Crawford (Susan Trexel) e Rita Hayworth (Leonora Stubbs) se "conhecem";

video

Cena de Lady In Question (1940), onde Rita Hayworth, então com 22 anos, contracena pela primeira vez com Glenn Ford, então com 24 anos (ele nasceu em 1916);


Nenhum comentário:

Postar um comentário